quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Nissan será parceira do Salgueiro no Carnaval 2015


VISITE O SITE CARPOINT NEWS: www.carpointnews.com.br 


A Nissan do Brasil vai apoiar pelo segundo ano consecutivo o Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro no Carnaval do Rio de Janeiro. No ano passado, a tradicional escola da Tijuca foi vice-campeã ao levar para a Sapucaí um enredo relacionado a sustentabilidade e preservação ambiental, temas diretamente ligados à Nissan, um das empresas mais verdes do mundo.

Segundo Arnaud Charpentier, Diretor de Marketing da Nissan do Brasil, “O objetivo da ação é contribuir para tornar a Nissan cada vez mais conhecida pelos consumidores brasileiros. Inauguramos em abril nosso Complexo Industrial em Resende, no estado do Rio de Janeiro, e esta parceria se mostrou um sucesso para mostrar que somos cada vez mais brasileiros”. Durante os próximos meses, a marca estará novamente exposta na quadra do Salgueiro.

Além de apoiar o desfile, a empresa, por meio do Instituto Nissan - braço de responsabilidade social e sustentabilidade da Nissan do Brasil - patrocina o curso “Inglês Rumo aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016”, voltado para jovens e adultos da comunidade do Salgueiro e arredores.

Fonte: Nissan do Brasil

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias



VISITE O SITE CARPOINT NEWS: www.carpointnews.com.br 


O Novo Golf produzido na fábrica da Volkswagen em Puebla, no México, já está chegando às concessionárias da marca no Brasil. Em função da grande demanda do hatch médio no mundo e também no Brasil, a Volkswagen iniciou a importação do modelo a partir do México. A partir do segundo semestre de 2015, o modelo será produzido no Brasil, na Fábrica de São José dos Pinhais (PR).

O Novo Golf é oferecido nas versões Comfortline (a partir de R$ 69.510), Highline (a partir de R$ 75.830) e GTI (a partir de R$ 102.680). Os motores utilizados no Novo Golf são exclusivamente TSI, turbocomprimidos e com injeção direta (quatro cilindros, com quatro válvulas por cilindro e duplo comando de válvulas no cabeçote).

As versões Comfortline e Highline trazem o motor 1.4L TSI BlueMotion Technology de 140 cv na faixa de 4.500 rpm a 6.000 rpm. O torque máximo é de 25,5 mkgf na extensa faixa de 1.500 rpm a 3.500 rpm. Esse motor pode ser combinado à transmissão manual de seis velocidades ou à transmissão automática DSG de 7 velocidades, com função Tiptronic (que permite ao motorista efetuar as mudanças manualmente, por meio da alavanca de câmbio ou por aletas no volante shift paddles). Independentemente da transmissão e da versão, o Novo Golf com motor 1.4L TSI acelera de 0 a 100 km/h em 8,4 segundos e alcança 212 km/h de velocidade máxima.

O Novo Golf GTI é equipado com um avançado motor 2.0L TSI gera 220 cv entre 4.500 e 6.200 rpm. Acoplado à transmissão automática DSG de 6 velocidades com função Tiptronic e aletas no volante shift paddles, o conjunto mecânico o Golf GTI comprova sua eficiência em número: a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 6,5 segundos e a velocidade máxima é de 244 km/h.

Fonte: Volkswagen do Brasil - Assuntos Corporativos e Relações com a Imprensa

Salão do Automóvel de Curitiba: Mercedes-Benz, de 1936, é destaque



VISITE O SITE CARPOINT NEWS: www.carpointnews.com.br 


Nem só de carro novo se faz um Salão do Automóvel. Como surpresa para o público presente na 16ª edição do Salão do Automóvel e Náutica, que começou no dia 22 de novembro em Curitiba, a Divesa Automóveis apresentou, em seu estande, um modelo Mercedes-Benz 170 V ano 1936. Um verdadeiro clássico da década de 30.

A Mercedes-Benz 170 V Limousine pode ser considerada um marco na indústria automobilística mundial. O modelo 170 V foi o mais vendido antes da Segunda Guerra Mundial e tornou-se uma base para que a marca pudesse se reerguer após este conflito histórico. O carro foi lançado no Salão do Automóvel de Paris de 1931 e chegou a ser o carro mais produzido na Alemanha por volta de 1936. Após a Guerra, o 170 V Limousine voltou a ser fabricado, ajudando no esforço de reconstrução da Alemanha. As fábricas foram reconstruídas e as linhas de montagem reativadas.

No período de 1946 até 1953, os modelos 170 retornaram as linhas de produção, em suas mais diversas variações. Na década de 30 a Mercedes-Benz já produzia carros que causavam sensação para a época. O chassi do Mercedes 170 V (modelo W 136) era um exemplo disso: apresentava, em 1931, suspensão independente nas quatro rodas, com molas semi-elípticas em feixes na dianteira e molas espirais nos semi-eixos traseiros. A suspensão traseira por semi-eixos e molas espirais; Motor e câmbio com suspensão dianteira por eixo pivotante. Esta construção garantia máxima estabilidade com o mínimo de peso-suspenso. Os 170 eram equipados com um motor Mercedes, a gasolina, de quatro cilindros em linha e com 1697cc de deslocamento. Este motor gerava 38 HP a 3200 RPM. Possuía câmbio de três marchas, com uma 4ª marcha over-drive, para maior velocidade.

Características peculiares como portas dianteiras que abrem para trás, além de para-lamas ressaltados e um porta-malas considerado apenas uma saliência acesso apenas por dentro do carro.

Quer saber mais? O Mercedes-Benz 170 V fica em exposição até o dia 29 de novembro (sábado), no estande da Divesa Automóveis, durante a 16ª edição do Salão do Automóvel e Náutica em Curitiba.

            A 16ª edição do Salão do Automóvel e Náutica acontece até o dia 29 de novembro  (Segunda a sexta das 17 às 22h; sábado das 14 às 21h) no Expotrade Convention Center (Rodovia Dep. João Leopoldo Jacomel, 10.454. Pinhais/PR). Mais informações: www.salaodoautomoveldecuritiba.com.br

Fonte: BelPress :: Comunicação