sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Harley-Davidson dá dicas sobre manutenção de motocicletas



VISITE O SITE CARPOINT NEWS: www.carpointnews.com.br   


Aproveitar o fim de semana para pegar a estrada com a sua Harley-Davidson é botar para valer a sensação de liberdade sobre duas rodas. Mas para isso acontecer de forma segura requer cuidados e a atenção do motociclista para garantir um ride tranquilo e inesquecível. Diversos itens merecem atenção e podem ser verificados facilmente, como a periodicidade das revisões de quilometragem, eventuais ruídos, o bom estado dos freios, condições dos pneus e cabos, limpeza correta, funcionamento normal do sistema elétrico, entre outros.

A exemplo das revisões periódicas, a Harley-Davidson recomenda que a primeira delas, referente aos 1.600 km rodados, seja realizada quando a motocicleta atingir um ano de aquisição, mesmo que a quilometragem esteja abaixo da mencionada. A garantia da moto continuará sendo válida por dois anos, independente da frequência de uso.

Os pneus calibrados da maneira correta são essenciais para uma viagem segura, pois caso estejam fora dos limites adequados de pressão, por exemplo, influenciam diretamente na estabilidade de condução da motocicleta. Por isso, devem estar calibrados seguindo os valores especificados no manual do proprietário de cada modelo. Utilizar a moto com os pneus abaixo da pressão recomendada reduz a sua durabilidade, aumenta o consumo de combustível e fovorece riscos de acidente. Já a pressão acima da recomendada reduz a área de contato com o solo e, consequentemente, a aderência do pneu. Isso aumenta o risco de acidentes durante frenagens de emergência, além de reduzir o conforto, uma vez que o pneu trabalha em conjunto com a suspensão da motocicleta.

Outra ação que precisa ser tomada antes de viajar é a verificação visual das pastilhas de freio com relação à área de atrito e contato com os discos, pois, em alguns casos, contam com uma linha de referência que indica sua vida útil. A verificação feita na oficina especializada é necessária para reconhecer outros problemas não visíveis. O principal motivo que pode levar o sistema de freio a fazer ruído durante o acionamento é o desgaste excessivo da área de atrito (pastilhas), bastando substituí-las em uma concessionária autorizada da marca. Outros motivos comuns são sujeira acumulada e o tipo de material empregado na fabricação das pastilhas, sendo necessário utilizar sempre peças originais durante os procedimentos de manutenção.

A vela de ignição é um dos componentes mais importantes no processo de combustão e funcionamento do motor, dessa forma, ela sofre desgaste e, com o passar do tempo, deve ser substituída. Durante os processos de manutenção da motocicleta a vela é removida e analisada visualmente pelo técnico para identificar problemas com a mistura de ar com combustível, além de averiguar a presença de contaminantes ou de queima irregular.

No que se refere à bateria, a utilizada pela Harley-Davidson é do tipo AGM e livre de manutenção. Isso significa que não existe a necessidade de abastecê-la com água ou qualquer outra solução. A motocicleta, quando inativa por longos períodos, tende a perder a carga acumulada e, em casos extremos, a capacidade da bateria de alimentar o sistema elétrico da moto, principalmente o funcionamento da partida. Dessa forma, é recomendado o uso periódico da motocicleta ou a remoção do cabo negativo da bateria (ou fusível Maxi) quando surgir essa necessidade.

A parte elétrica também merece cuidado especial, pois hoje todos os modelos de motocicletas Harley-Davidson utilizam sistemas eletrônicos sofisticados e de alta confiabilidade. As panes elétricas podem ser causadas por conectores com folgas excessivas ou roteamento incorreto da fiação elétrica. Em alguns casos panes elétricas podem desativar o sistema de ignição e injeção, de modo a impedir o funcionamento da moto. Uma análise detalhada do sistema deve ser realizada por um técnico especializado para se garantir um diagnóstico seguro. É preciso ter cuidado na hora da limpeza da motocicleta, pois a utilização de aparelhos de alta pressão pode causar infiltração e danificar cabos e peças do sistema elétrico-eletrônico.

A correia de transmissão é um dos itens que deve ser inspecionado em todas as revisões feitas em concessionária autorizada da H-D, com relação ao seu desgate e folga. A correia não possui um tempo de vida útil estipulado, já que são feitas de material de longa duração (aramida ou fibra de carbono) que passam de 100 mil quilômetros. A limpeza da correia deve ser realizada pelo proprietário apenas utilizando pincel e água. A folga varia de modelo para modelo de acordo com as informações do manual de serviço.

O filtro de ar é outro item que não possui um tempo estipulado para substituição. Durante a manutenção periódica, o técnico analisará as condições do mesmo com relação a perfurações e obstruções. Na maioria dos modelos é possível realizar a limpeza lavando com solução neutra e secagem em ar ambiente ou de baixa pressão.

A Harley-Davidson utiliza o sistema ABS em todas as suas famílias de motocicletas desde 2014, mesmo que a obrigatoriedade só tenha passado a valer em janeiro de 2016. O sistema ABS não necessita de nenhum cuidado especial por parte do cliente, porém, na manutenção periódica, são utilizados equipamentos específicos para substituição do fluido de freio. A Harley-Davidson recomenda que este procedimento seja realizado exclusivamente em uma concessionária H-D.

Os novos motores Twin Cam 103™ High Output com refrigeração líquida devem ter o nível do líquido de arrefecimento inspecionado e completado, se necessário, em oficina autorizada. O sistema conta com uma bomba de água elétrica, além de dois radiadores e duas ventoinhas de refrigeração. A manutenção está exclusivamente ligada ao líquido de arrefecimento utilizado no sistema.

Além de checar o estado geral de funcionamento da motocicleta, também é necessário o cuidado em usar a vestimenta apropriada, como um capacete confortável, calçado fechado, jaqueta e calça com proteções. O capacete, apesar de não ter data de validade, é recomendado que seja substituído a cada três anos se tiver uso diário, por conta do contato intenso com intempéries como sol e chuva, por exemplo. No caso de envolvimento em acidentes ou quedas, o capacete deve ser descartado obrigatoriamente.

Para quem pretende passar muitas horas viajando é recomendado, além das manutenções em dia, descansar antes de pegar estrada e realizar paradas periódicas durante o percurso. Itens básicos de manutenção como vela, fusível, câmara de ar e ferramentas presentes no kit da motocicleta são úteis em caso de pequenas emergências.

A pilotagem na chuva requer manobras mais suaves e atenção redobrada. Evitar passar por acúmulos de água é importante, pois podem esconder buracos ou mesmo levar à aquaplanagem. Isso minimiza a eficiência do sistema de freio. Uma dica nessas situações é a combinação do freio dianteiro com o freio motor. Manter distância adequada, controlar a velocidade e evitar frenagens bruscas também garantem uma viagem mais segura. Assim, a aventura e o desejo de liberdade sobre duas rodas serão melhor aproveitados durante todo o passeio com a sua Harley-Davidson.

Fonte: Harley-Davidson do Brasil - Atendimento à Imprensa - Printer Press Comunicação Corporativa

Harley que cruzou o continente americano está no Harley Motor Show


VISITE O SITE CARPOINT NEWS: www.carpointnews.com.br  


Os fãs de motos e da cultuada Harley Davidson tem mais um bom motivo para visitar o Harley Motor Show na Serra Gaúcha! Agora, visitantes e turistas podem conferir um ícone da cultuada marca americana, a Street Glide. Além de ser uma das principais motocicletas, possui uma incrível história percorrendo mais de 15 países. O modelo cruzou todo continente americano, de Ushuaia, na Argentina a Prudhoe Bay, no Alasca. Além disso, outro feito foi percorrer toda a Rota 66, do marco zero, em Chicago, ao Píer de Santa Mônica, na Califórnia.

A moto adquirida pelo empreendimento, o primeiro espaço temático dedicado a marca de motos, pertencia a Néviton Custódio. O antigo proprietário cruzou com ela por 18 países e percorreu mais de 43 mil quilômetros. No dia 01 de abril de 2015 saiu de Porto Alegre e chegou a Prudhoe Bay, no Alasca, no dia 21 de julho do mesmo ano. Assim, tornou o primeiro gaúcho a cruzar todo o continente americano em uma Harley Davidson.  Nesta moto, ele também realizou o percurso completo da Rota 66, ou seja, do marco zero, em Chicago, ao Pier de Santa Mônica, na Califórnia.

A Street Glide foi um dos últimos lançamentos de Willie G. Davidson, neto de um dos fundadores da marca. Possui um motor de 1700cc e potência de 110cv, com instalação do Street Turner. Em seu visual, o que chama a atenção é a carenagem "asa de morcego", com pára-brisa compacto, saddlebags rígidas – com pouco mais de 30 litros de capacidade de carga cada –,  além da exclusiva roda dianteira aro 18 com cinco raios estilizados e freios ABS.

Harley Motor Show

         O Harley Motor Show é o primeiro espaço temático em toda a América Latina inteiramente dedicado aos apaixonados pelas motos Harley Davidson. Localizado no subsolo do Dreamland Museu de Cera de Gramado, faz parte de um roteiro turístico de diversas atrações que inclui também o Hollywood DreamCars – Museu do Automóvel e o Super Carros. Numa área de quase 1.000 m2 apresenta mais de 20 motos Harley Davidson incrivelmente restauradas, abrangendo quase um século de verdadeiras preciosidades até os mais modernos e atuais modelos.

Fonte: Phosphoros Novas Ideias

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Magneti Marelli anuncia lançamentos para veículos pesados




VISITE O SITE CARPOINT NEWS: www.carpointnews.com.br  


Com forte atuação no mercado de reposição, com diversas linhas de produtos, a unidade Aftermarket do grupo Magneti Marelli, segunda maior empresa do segmento no Brasil, está ampliando o número de itens em seu portfólio para veículos pesados e acaba de lançar modelos de amortecedores destinados aos caminhões Volvo e ônibus Agrale, além de radiador e intercooler para caminhões Mercedes-Benz.

Os amortecedores, com a marca Cofap, são líderes do mercado nacional de amortecedores, não somente no mercado de reposição, onde detém o maior catálogo do segmento, com 98% de cobertura da frota circulante, mas também do mercado de peças genuínas.

Por se tratar de itens de segurança do sistema de suspensão, a empresa recomenda a verificação dos amortecedores a cada 10 mil km uma vez que, dependendo da intensidade e das condições de uso do veículo, o componente pode apresentar desgastes que comprometem seu desempenho.

A Magneti Marelli anuncia também o lançamento de produtos da Linha Térmica destinados ao gerenciamento térmico de motores Mercedes-Benz.

Essa linha de produtos conta com um dos mais completos catálogos do mercado para veículos leves e comerciais e é composta por itens destinados aos sistemas de ar-condicionado e refrigeração do motor. São radiadores, intercoolers, aquecedores, compressores, condensadores, defletores, eletroventiladores, visco fans, entre outros itens.

O sistema de arrefecimento é fundamental e garante que o motor funcione na temperatura adequada, determinada pelo fabricante do veículo. Por isso, é importante realizar a verificação periódica de seus componentes e do fluido de refrigeração para que se obtenha o melhor desempenho do motor em termos energéticos, redução da emissão de poluentes, além de maior durabilidade, ao evitar o superaquecimento do sistema, que aumenta o desgaste geral do motor e pode causar graves danos.

Todos os produtos com as marcas Magneti Marelli e Cofap podem ser encontrados nos maiores distribuidores de autopeças do Brasil, em todo o território nacional.

Fonte: SD&PRESS Consultoria